PÁGINAS

Páginas

quinta-feira, 14 de junho de 2018

Porta celular

http://www.artesanatoirene.blog.br/2017/10/porta-celular-leticia.html
Porta celular feito de tecido brim na cor azul, manta R1, zíper e detalhe em 
patch aplique. Com aba para se ajustar na calça.

Capas para banco de carro

http://www.artesanatoirene.blog.br/2018/05/capas-para-banco-de-carro.html
Capas para bancos de carro feita com sobras de tecidos para estofados.

terça-feira, 12 de junho de 2018

Um gnomo em minha horta

http://www.artesanatoirene.blog.br/2016/09/a-outra-face.html

Ficha técnica
Titulo: Um Gnomo na Minha Horta
Autor: Wilson Rocha
Editora: Atica
Páginas: 128
Ano: 1993
Assunto: Literatura Juvenil
Idioma: Português
Edição: 4°
Ficou curioso: Americanas.livros 


Viagem no mundo imaginário de João Felipe. 

Não achei muita coisa que falasse de Wilson Rocha, procurei na internet e encontrei pouca coisa sobre ele.
nascido no Rio de Janeiro, advogado, autor, diretor teatral, retorista cinematográfica, roteirista e diretor de televisão. Trabalhou na Globo da década de 60.
Saber mais.   




Comentário/spoiler
Um gnomo em minha horta (1993). Olhando o nome não daria nada para esse livro, mas é uma história mágica com uma pitada de verdades de um mundo manipulador. O outro lado da televisão, que faz de tudo para ter audiência.
João Felipe vem da Holanda e junto traz um simpático amiguinho Casca de Bétula um Gnomo muito esperto. Ele e seu amigo irão aprontar muito, João Felipe vendo que seu pai está passando por dificuldades para escrever um roteiro de novelas, pede ao gnomo que dê uma ajudinha ao pai. E não é que seu pai acredita que foi ele mesmo que escreveu o tal enredo. Que por fim acaba sendo uma novela de muito sucesso. O gnomo ainda tem um inimigo, apaixona-se pela mãe de João Felipe, e ainda cria uma Horta no Jardim da casa. 

Uma história apaixonante cheia de mistérios e de pura magia, escrita de forma leve e bem-humorada. 



quinta-feira, 7 de junho de 2018

O Matuto

http://www.artesanatoirene.blog.br/2018/06/o-matuto.html
Foto arquivo Irene

Ficha técnica
Titulo: O Matuto
Autor: Zíbia Gasparetto
Editora: Vida e Consciência
Páginas: 416
Ano: 2016
Assunto: Espiritismo
Idioma: Português
Edição: 
Curioso: lelivros.love


Quando li O Matuto foi por indicação de uma amiga. Vi que era de Zíbia essa linda que amo pelas suas histórias emocionantes.

Zíbia Gasparetto, escritora brasileira nascida em Campinas, São Paulo em 29 de julho de 1926.

Você esqueceu o que fez, e o que os outros  fizeram com você em outras vidas, saiba que o destino não esquece. tudo ficarar temporariamente esquecido no seu subconsciente e logo o destino encarregarás de colocá-los em ação. Pois as nossas escolhas refletem em nossas ações o logo o tempo se encarregará permitindo refazer tudo novamente de forma a corrigir se o que fez de errado. 

Sinopse/spoiler
Raimundo 31 anos, homem de bom caráter foi privado de conviver com sua mãe desde dos 5 anos de idade longe da civilização, morava em um sítio no interior do Mato Grosso com seu pai que já morrera fazia um tempo. 
Descobre que é dono de uma fortuna deixada por sua mãe Carolina. 

Precisa morar na cidade grande para cuidar do que é seu.
Em meios a tantas descobertas Raimundo fica sabendo que seu nome verdadeiro é Geraldo, que foi reptado por seu pai há muitos anos atrás, até então sua mãe nunca havia deixado de procurá-lo. 

O advogado da família achando que poderia passar a perna em Geraldo no entanto teve grande surpresas. Pois mesmo sem saber ler e escrever, tinha uma inteligencia fora do normal. Com um pensamento vingativo Geraldo vai a luta e tenta descobrir  o que de fato aconteceu que fez seu pai a tirá-lo do convívio de sua mãe ainda tão novo.
Geraldo não está só, encontra pessoas que querem ajudá-lo e acaba descobrindo um passado de muitas tristezas e desilusões e que para tudo há uma explicação.

Foto arquivo Irene

Uma história linda e divertida com um personagem cômico
que te possibilita um aprendizado e uma lição de vida a cada capítulo. 


"Que a caridade seja nosso lema e que saibamos desenvolver dentro de nós as virtudes da perfeição. Que a renúncia ao nosso egoísmo seja constante, e nossa ligação com Deus, permanente. Assim venceremos. Página 300." 

terça-feira, 5 de junho de 2018

Lancheira Térmica Matheus

Lancheira térmica com dois compartimentos, feita com tecido brim 100% algodão na cor preta com matelassê na cor vermelha, manta R1, manta acrílica etaflon, zíper, acabamento interno com viés, alça removível e acompanha um porta talher feito do mesmo tecido com detalhe em miçangas e fita de cetim.